Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


No mais alto grau de responsabilidade, vemos que nós, músicos católicos, somos chamados a nos doar por inteiro num trabalho que salva vidas, salva famílias inteiras, num trabalho que fabrica esperanças. Por isso não podemos ser simpatizantes da causa, não podemos fazer e nem executar música de qualquer jeito ou para simplesmente tapar buracos que eventualmente venham a aparecer. Temos que amar de forma sobrenatural a posição de músico da Igreja Católica Apostólica Romana.

Pude, outro dia, ao conversar com uma amiga, vocalista de uma banda aqui no Rio de Janeiro, partilhar o quanto os irmãos tem sido simpatizantes da causa, o quanto as pessoas amam, mas sempre tem um "mas", sempre tem algo que impede de se doar inteiramente. Estávamos em uma reunião e chegamos à conclusão de que hoje em dia não devemos lutar para ser o melhor, mas ser o necessário. Seremos muito felizes no dia em que soubermos que o que fazemos e o que somos, faz falta na vida de alguém.

Gente, é isso aí, muitas vezes, de forma individual, apesar de ser um grupo, tentamos passar nossa idéia. O difícil é encarar a realidade que estamos muitas vezes em cima de um palco pra tocar vida... Isso mesmo, esta música católica gera vida e como diz uma música do Ricardo Sá, "todo parto dói, nascer requer coragem".

Gerar vida dói, machuca e deixa marcas... E vou mais fundo, pra gerar vida tem que ter amor, podemos constatar que as crianças que nascem de mães que não as amam, que as deixam nascer e depois não as criam com amor, precisam de tratamentos especiais, de muito mais carinho e atenção do que as crianças que são geradas em ambientes que vivem famílias solidificadas.

Daí, meu irmão, minha irmã, quando estamos tocando a nossa música para gerar vidas, ressuscitar vidas, se não estamos tocando-as com amor e dedicação, estamos gerando e ressuscitando vidas carentes, sofridas e incertas, que com certeza futuramente refletirão em sua vivência comunitária. Seremos responsáveis pela geração de órfãos espirituais, pessoas que não conhecerão o amor do pai por causa da nossa falta de dedicação.

Jesus seja o caminho, a verdade e a vida em suas músicas e no seu viver.

O que Deus uniu, o homem não separe.

 

OBS.: Quanto ao tema "Como Montar um Evento", as pessoas que se interessarem e quiserem informações e ajuda, podem nos enviar um e-mail que responderemos, com toda certeza!

 

Robson Mendes (robsonmendes@aliancadevida.com.br)
Ministério Aliança de Vida - Rio de Janeiro-RJ

  
  
 

Ver outros artigos de Robson Mendes

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.