Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


Olá, amigo(a), músico de Deus!

Paz e alegria!

Sempre presenciamos e sabemos que qualquer tipo de música arrasta multidões. Ela gera e cria opiniões, faz a nossa cabeça e até mexe com nossos corações. Mas, infelizmente, há muitos artistas, bandas e conjuntos que, mesmo sem uma consagração "formal", estão a serviço de Satanás!

Nos tempos passados, pensava-se que as atitudes de "consagração" ao demônio era simplesmente um gesto de agressividade para cutucar a sociedade. Hoje sabemos que isso não é verdade... Eles eram realmente consagrados para terem sucesso e realizar o que e como queriam!

Além destas pessoas que sabem (e vivem) desta forma por opção própria, outros, sem fazer uma "consagração formal", estão também a serviço do "encardido", com suas letras e músicas, com seus shows e com suas atitudes. Deus nos pede o contrário: que os nossos ministérios, bandas e grupos de música sejam consagrados AO SENHOR. Ou temos nossos ministérios consagrados a Ele ou caímos...

Para viver a consagração, precisamos abolir o FUMO, a DROGA, o ÁLCOOL e os PECADOS que o mundo nos oferece! Para começar, o fumo faz mal para a voz... Se cantamos, não podemos fumar! E os outros pecados, onde os encontramos? No próprio mundo... Temos que escolher bem nossas companhias (amigos) e locais que costumamos freqüentar... Em um baile, por exemplo, não encontramos isso tudo e ainda outros pecados?

Um sábio santo de nossa igreja disse uma frase (bem polêmica, por sinal) que vem bem de encontro ao que estamos meditando: "Os cristãos que entram num baile, deixam o seu Anjo da Guarda na porta e é um demônio que o substitui; portanto, logo passa a haver na sala tantos demônios quanto dançarinos" (São João Maria Vianney - "Cura D´Ars"). É especialmente para refletirmos, não?

Quando consagramos nossos ministérios AO SENHOR, a vitória é certa! Mas não podemos ficar nos enganando... Ou somos consagrados ao Senhor e vencemos as forças do maligno, ou seremos ingênuos: faremos um pouquinho de sucesso e depois seremos derrubados por ele. Como disse nosso amado Padre Jonas Abib (Canção Nova), em um retiro para músicos, "é colhido como se colhe o joio e é jogado na lama. Por isso, músicos de Deus: "Ou santos ou nada!". É preciso se decidir por compromisso de castidade e vivê-lo".

O mundo de hoje precisa de grupos, bandas e ministérios de música consagrados AO SENHOR. Nós, músicos, artistas, somos os mais almejados pelo inimigo, pois até hoje ele reina no mundo da música, tendo o domínio dela e da arte.

Para terminar, deixo uma outra frase (também para meditarmos) de São Cura D´Ars: "É necessário trabalhar neste mundo, é necessário combater. Teremos toda a eternidade para descansar".

 

Pense nisso!

Jesus abençoe!

Rafael de Angeli
rafael@canaldagraca.com.br
Canal da Graça - Araraquara-SP

  
  
 

Ver outros artigos de Rafael de Angeli

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.