Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


...Alguém dirá que aquele filho nada sentiu ao ver seu pai naquele caixão... Todos comentavam, pois de seus olhos nenhuma lágrima caiu! Ele fitava seu pai, ali, parado, aparentemente frio e sem sentimento. Comecei a olhá-lo e só assim pude entender sua demonstração de tristeza. Ele mostrou, nas entrelinhas, o quanto amava seu pai e sua dor era incomparável a qualquer outra dor. Dói em mim imaginar e lembrar aquele momento.

As pessoas possuem a fria mania de analisar as demonstrações de sentimentos apenas quando são expostos da forma como elas esperam. O choro desesperado, o escândalo e nem sequer percebem que muitas vezes, sem fazer alarde, demonstramos nossos verdadeiros sentimentos. Sejam eles tristes ou alegres.

Aí eu pergunto: existe um padrão para exteriorizar sentimentos? Talvez. Não posso dizer que quem se entrega ao choro esteja fazendo teatro... Choramos quando expressamos nossos sentimentos, quando as lágrimas expressam tristeza ou alegria. Algumas pessoas precisam tirar de si toda tristeza que sente, toda perda e angustia. Sentimos vontade de "colocar para fora"... Também não vejo a necessidade de ficar dizendo que amo alguém 30 vezes por dia, simplesmente pelo fato da pessoa saber o que se passa comigo. O ser humano gosta de mistério e os sentimentos podem ser demonstrados de diversas formas, como não existe um padrão de personalidade, assim é nosso sentir.

Acredito também na linguagem não verbal. Os olhos expressam, sentimos nos atos. Observe alguém que está apaixonado, os sentimentos se expressam com as preocupações, as ligações, a atenção. É surpreendente olhar para os olhos de alguém, onde existe um universo. É lindo poder penetrar um pouquinho dentro do coração de alguém. Poderemos nos sentir amados por um gesto, nas entrelinhas.

Verdadeiras demonstrações podem vir com um abraço, um aperto de mãos, um sorriso e no silêncio, coisas simples que são fáceis de expressar nos pequenos gestos, portanto não julgue quando alguém não se expressar como você esperava. Também não espere demonstrações de carinho exatamente como você faria. Faça da sua forma e terá um grande presente de expressão da outra parte em atos ou nas entrelinhas, mas... Tudo isso se o sentimento for recíproco.

Vale a pena observar, todos nós temos algo a dar...
E em pequenos gestos, muito a aprender!

 

Karla Fioravante
karla.fioravante@terra.com.br
Cantores de Deus - São Paulo-SP
  
  
 

Ver outros artigos de Karla Fioravante

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.