Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


"Somos som e silêncio, ainda que nossas vozes independam deles... Somos um constante ir e vir, porque ainda que estejamos aqui, estamos também em outros lugares... Somos dúvidas e certezas, simplesmente porque ambas são idênticas... Somos ilusão e realidade.... Na busca de nossas metades, pouco nos adianta saber apenas sentir, pois nada significa quando percebemos que as nossas metades são igualmente sagradas e ambas se entregam à vida. Eu amo, porque tenho coração, sou humana e possuo sentimentos. O amor é a coisa mais linda de se viver e sentir.... Quando a recíproca é verdadeira".

De repente nos vemos apaixonados pela vida e por tudo que nela existe... Viver é um dom. Existir é um dom. Mas, além de ter, precisamos ser! Somos um constante ir e vir e é através dos nossos sentimentos e pensamentos que podemos nos transportar a outros lugares, ficarmos presentes mesmo quando existe a distância em nossa vida. Lembranças são sentimentos que ficam depois que o tempo se encarrega de levar os momentos. Apenas fica os fatos passados que nos marcaram, deixando cenas que não se tiram do coração. O tempo passa e com ele alguns também passam... Só fica o que tem que ficar... Mesmo que não estejamos mais com o mesmo sentimento, o que ficou era pra ficar, era pra chegar aonde chegou... Se deixássemos de fazer algo ou fizéssemos algo mais, tal momento não teria se tornado tão especial. O que ficou, foi um passado intenso, mas que, de alguma forma, deixou saudade no ponto certo para ser lembrado com carinho. Não devemos lamentar coisas que por algum momento não dissemos, pois o que fizemos nos fez eternos e porque o que perdurou foi o amor que ficou!

Resolvi falar um pouco do sentimento que move nosso povo: saudade, amor, família... Todos nós passamos por uma despedidas, todos nós já vivemos algo que foi único, algo que nos deixou melhores. Alguém já se apaixonou e viveu seus dias em busca de um olhar que transmite o mesmo sentimento. Alguém já terminou um namoro, muitos foram de paz, outros deixaram feridas. Algum de nós já chorou de saudade, já sentiu a dor de uma perda... Já se sentiu mal-amado ou bem-amado. Já nos sentimos inteligentes e nos sentimos pequenos... Já duvidamos dos outros, já perdoamos e pedimos perdão... Cometemos erros e também acertos...

Apesar de sermos imperfeitos, temos nossos momentos de perfeição e possuímos o dom de corrermos atrás do que perdemos. Podemos amar a vida que temos. Para nós pode ter sido difícil, pode ter deixado marcas. O melhor de tudo é estar aqui, aprendendo com o inexplicável mistério de viver.

 

Karla Fioravante
karla.fioravante@terra.com.br
Cantores de Deus - São Paulo-SP
  
  
 

Ver outros artigos de Karla Fioravante

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.