Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


Olá!!!

Primeiramente quero apresentar-me: sou Ivani Rosa, tenho 27 anos, sou FONOAUDIÓLOGA com ESPECIALIZAÇÃO EM VOZ. Estou iniciando esta coluna para falar especificamente de VOZ e CANTO. Nela poderemos discutir assuntos que envolvem a técnica vocal: respiração e apoio, articulação, ressonância e projeção vocal, afinação, intensidade vocal, qualidade vocal, interpretação, percepção auditiva e manutenção da saúde da voz. Além disso, você poderá mandar sua dúvida, sua sugestão ou sua pergunta por e-mail.

Para iniciarmos nossa conversa, vou falar da relação da Fonoaudiologia com o canto. Atualmente há diversos conjuntos musicais, tanto femininos como masculinos, fazendo muito sucesso na TV e nas rádios. O ritmo é envolvente, o que chama a atenção de muitas pessoas, mas poucos são os ouvidos atentos que escutam a canção, sua melodia e letra. Mais raros ainda são os ouvidos atentos à qualidade da voz do cantor ou cantora.

Preocupa-me ver jovens cantores (em diversos estilos musicais: sertanejo, rock, pop-rock, samba, pagode, românticos e outros) tendo como modelo cantores que já apresentam vozes não-trabalhadas, e, além disso, vozes com sinais claros de alterações. Tenho notado na mídia muitos cantores que não buscam aprimorar sua técnica vocal, em busca do sucesso, da fama, esquecem de investir na qualidade de seu trabalho, o que resulta em músicas com pouca qualidade vocal.

Diversas pessoas hoje em dia querem cantar, mas infelizmente não estão devidamente preparadas para executar essa linda expressão comunicativa que é a música. O canto é forma de comunicação e expressão dos sentimentos, e por isso deve ser feito com amor, zelo e todo cuidado e profissionalismo possível.

As pessoas que começam a cantar em corais ou em grupos, geralmente gostam de música, mas não costumam buscar um aprimoramento vocal, como uma aula de canto ou uma assessoria fonoaudiológica. Nós precisamos lembrar sempre que nenhum instrumento é comparável à voz, pois A VOZ É ÚNICA, cada pessoa possui seu timbre e suas características próprias de riqueza vocal. Costumo dizer que nossa voz não pode ser comparada com uma corda de violão, guitarra ou baixo, que se quebrar, vamos à uma loja especializada em instrumentos musicais e compramos outra corda e trocamos, sem maiores complicações. Não! Com nossa voz não é assim! Nossas cordas vocais (pregas vocais) são músculos, necessitam de cuidados, e principalmente de preparação para serem utilizadas de maneira mais saudável.

Quando cantamos, estamos, de uma forma diferenciada, falando em extensão melódica e expressando nosso interior, estamos nos comunicando. No canto há uma alta demanda vocal, utiliza-se fortes intensidades e notas muitas vezes agudas que necessitam de diferentes ajustes no trato vocal. O cantor diversas vezes passa a cantar com muito esforço vocal, o que pode, com o decorrer do tempo, causar uma disfonia (um problema na voz). Além disso, lembre-se que cantar exige gasto de energia e requer concentração, treino e estudo.

Para o aprimoramento das qualidades da voz é necessário desenvolver a tonicidade e a agilidade muscular do trato vocal (realizando exercícios adequados). É necessário conhecer seu instrumento vocal para depois poder utilizá-lo com rendimento máximo.

Há algum tempo a Fonoaudiologia, que é uma ciência que estuda os distúrbios da comunicação humana, tem atuado junto aos cantores. As bases da atuação fonoaudiológica com a voz cantada são: enfoque no trabalho corporal; maximização da respiração, articulação; qualidade de voz; ressonância e projeção vocal. Também é papel do fonoaudiólogo fornecer orientações quanto à produção da voz cantada e orientações de higiene vocal. O fonoaudiólogo pode assessorar e realizar um trabalho de orientação, prevenção e aprimoramento de voz, o que traz como benefício não somente uma qualidade de voz boa e adequada para o canto, mas principalmente garante saúde vocal ao cantor ou cantora. Para se ter uma boa voz é preciso que seja produzida de forma natural, respeitando a afinação, a ressonância, a articulação e projeção do som.

Cuide de sua saúde vocal, se você é cantor, cantora, ou está querendo aprimorar seu canto, pense em sua saúde vocal, e procure ajuda, só assim garantiremos vozes saudáveis e bonitas. Nossa música agradece, e nossos ouvidos também.

Nos próximos artigos começaremos a tratar especificamente da voz, conhecendo melhor este instrumento de comunicação que tanto nos emociona. Se você que é cantor ou cantora e participa de coral, quiser me escrever, fazendo perguntas ou dando sua sugestão, entre em contato, irei te responder com muita alegria.

Fique com DEUS e até a próxima!

 

Ivani Rosa dos Santos
ivanifono@yahoo.com.br
Fonoaudióloga graduada pela UNESP
Especialização em Voz pela USP

  
  
 

Ver outros artigos de IVANI

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.