Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


Olá!
Paz e Bem!

Durante as celebrações da Semana Santa deste ano de 2007, aqui na Canção Nova, fazendo as animações do acampamento, pregando, conduzindo momentos de oração e acolhendo o povo de Deus que aqui veio, pude fazer uma experiência muito forte com um Deus acolhedor e que acredita sempre em mim e assim me recordei de todas a pessoas que me acolheram quando eu não merecia e acreditaram em mim quando eu não era mais digno de crédito.

Desde que me conheço por gente, participo da via-sacra na sexta-feira santa, porém neste ano vivi   uma experiência profundamente marcante naquele momento da via-sacra em que Jesus, do alto da Cruz, no auge do seu sofrimento, acolhe e acredita naquele pobre pecador condenado, um ladrão que a tradição vai chamar de Dimas, o bom ladrão. Ali estava alguém que, segundo aqueles homens, não merecia mais nem mesmo viver, por isto foi condenado ao castigo da cruz.

Todos sabiam que aquele homem era um ladrão, todos sabiam das suas falhas, erros e pecados!
Era indigno, não merecia estar no meio de pessoas tão “perfeitas” e “santas” como aquelas.
Imagino como ele se sentia, o pior, o miserável!! (Lc 23,40)

Porém, naquele momento de “fundo de poço”, o seu coração foi tomado de profundo arrependimento e humilhação e num gesto corajoso ele se volta para Jesus e pede a Jesus que o acolha em sua Misericórdia e Compaixão. (Lc 23, 41-42)

Ali Jesus dá a receita e o remédio exato para combater o grande mal que está invadindo os nossos ministérios e o nosso coração de ministros de música e das lideranças: julgamento e condenação.

Para mim, este é um mais belos diálogos da Bíblia!

Preciso confessar a você que se estou aqui hoje escrevendo este artigo, realizando o trabalho que realizo na minha Comunidade e na Igreja, é porque muitas pessoas tiveram paciência comigo, me acolheram quando eu não merecia e acreditaram em mim quando eu mesmo já não acreditava mais, e aliás, até hoje continuam fazendo o mesmo.

Nós verdadeiramente provamos que acreditamos em alguém quando esta pessoa falha conosco, nos trai, nos decepciona e nós continuamos acolhendo, acreditando e investindo nela, assim como Jesus faz conosco a cada dia, nos dando a Sua Misericórdia e Compaixão.

Muitas pessoas me procuram para buscar conselhos e direcionamentos a respeito das mais variadas situações ligadas ao Ministério de Música, porém o que mais as pessoas me perguntam é: "Flavinho o que eu faço com TAL pessoa do meu Ministério que está dando tais problemas, ninguém aguenta mais, já demos todas as chances, já perdoamos tantas vezes e não vemos melhoras, ele(a) distoa dos outros...". Com certeza eu não tenho a resposta mágica que a pessoa quer ouvir e nem fórmulas prontas para passar, porém pela minha própria experiência de acolhido na Misericórdia e Compaixão de Jesus e de tantas pessoas que convivem comigo, posso dizer: seja verdadeiro e sincero com esta pessoa, acolha e acredite de novo!

Estas pessoas que estão com você, foram escolhidas por Deus e Deus não desclassifica ninguém, os Dons e os chamamentos de Deus são irrevogáveis! (Rm 11,29)

O que acontece é que nós muitas vezes nos desclassificamos e desclassificamos os outros com os nossos julgamentos e condenações e não temos com os outros a atitude que Jesus tem para conosco: acolher e acreditar sempre!!!

Muitos dizem: "o fulano de tal era músico da noite, tocava em barzinho e por isso não pode tocar conosco porque nós somos um 'Ministério de Música Consagrado'", ou quem sabe a atitude é de entregar de bandeja a pessoa que Deus resgatou da noite, da vida errada nas mãos do inimigo de novo dizendo: "já fizemos tudo o que estava ao nosso alcance e ele(a) não mudou!".

Realmente você pode ter feito tudo, porém você pode ter deixado de fazer o essencial que é amar, acolher e acreditar de novo, semelhantemente ao que Jesus fez e faz com você e comigo todos os dias.
O segredo da recuperação e da restauração do coração e da vida de alguém está no Amor.

Jesus, em um momento de oração e intimidade com o Pai, diz: “Pai, que eu não perca nenhum daqueles que destes”. (Jo 6, 39)

Não desista daqueles que Deus lhe confiou, lute até o fim usando de todas as armas e principalmente as mais poderosas: amar, acolher e acreditar!

Não tenha medo de dar uma nova chance a alguém!
Aprendamos de Jesus, o Divino Mestre, que do alto da cruz deu a Dimas, um ladrão, a chance de começar de novo.

O Amor sempre vence!

Deus te abençoe!

Seu irmão,

Flavinho
Comunidade Canção Nova
flavinho@cancaonova.com

Visite agora mesmo:
* blog.cancaonova.com/flavinho
* HotSite do CD "Deixe-se Amar"
* Orkut OFICIAL do Flavinho

  
  
 

Ver outros artigos de Flavinho

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.