Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


A paz!

Irmã(o), venho dizer neste artigo a importância da música na Campanha da Fraternidade.
Como todos devem saber, as músicas da Campanha da Fraternidade começam a ser tocadas na quarta feira de cinzas, se entendo, intensivamente, por toda a quaresma.
É dever do ministério de música, com responsabilidade, aprender a executar todas as músicas litúrgicas pertinentes à campanha, disponibilizadas pela CNBB. Com antecedência, nunca deixando para a última semana, o ministério de música deve meditar a letra de todas as músicas, compreender cada expressão, e na dúvida solicitar auxílio ao sacerdote ou a quem possa ajudar.

É fundamental a compreensão de todo o significado das músicas e, com mais propriedade, transmitir com emoção (pois o músico deve emocionar) a mensagem da fraternidade. Como é possível um músico transmitir algo que não compreende?

Além das músicas litúrgicas, obrigatórias, existem as extra-litúrgicas, também embasadas no tema, que, se possível, também devem ser tiradas, para o bom aproveitamento do tema durante a campanha.

Considerando o tempo da quaresma como um período de meditação e recolhimento, é conveniente que os ministros de música também vivam esse momento. A começar tocando as músicas com menos "peso" de instrumentos, reduzindo o volume da bateria, e excluindo sons metais.

Em algumas paróquias, sacerdotes pedem para não tocar bateria, retornando somente no sábado de aleluia.

Também é comum ver músicos se afastando no período da quaresma, alegando que as músicas são sempre as mesmas e o ritmo é "parado". Misericórdia! Quem dá o ritmo é o seu coração, se não compreendes, comece a rezar.

Coordenador, é seu dever acompanhar e cobrar a participação e empenho de todos durante a Campanha da Fraternidade, inclusive, dividir o ministério, de acordo os músicos disponíveis, a estarem participando, juntamente com a equipe de liturgia, nos encontros nas residências, onde também podem ser executadas as músicas da campanha.

Normalmente essas músicas são utilizadas durante a quaresma e depois esquecidas. É dever do ministério durante o ano, quando possível, executar essas músicas, pois o tema proposto é válido para todo o ano.

"Jesus, que o Espírito da Fraternidade esteja presente em cada músico, ensinando-nos a viver esta campanha com muita devoção e oração. Amém".

 

Carlos Eduardo (eduardo@bandakayros.cjb.net)
Ministério de Música Kayrós - Bauru-SP
  
  
 

Ver outros artigos de Carlos Eduardo

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.