Loja CDCristão.COM
Home
Notícias
Releases/Biografias
Links
Blogs
Orkut
Twitter
Lançamentos
Catálogo
Em Estúdio
Loja Virtual
Ranking
Prêmios
Aniversariantes
Promoções
Newsletter
Agenda/Eventos
Programa Acorde
Cristoteca
Rádio Beatitudes
Clipes
Cifras
Partituras
MP3
Entrevistas
Salmo On-Line
Luiz Carv. Responde
Carta do Papa
Direitos Autorais
Lista de Discussão
Artigos - Músicos
Testemunhos
Artistas
Gravadoras
Rádios Católicas
Divulgação
Fale Conosco!
Pedido de Orações


"Sabe, gente
É tanta coisa pra gente saber
O que cantar, como andar, onde ir
O que dizer, o que calar, a quem querer"

Gilberto Gil, 1973

Dia desses, Aline e eu fomos visitar um casal de amigos que acabaram de ter um filho. Ficamos um bom tempo só "babando" nosso querido Pedro que veio nos trazer tanta alegria. Foi um fim-de-tarde bem agradável. Ouvimos música, trocamos idéias sobre ministérios, paróquias e, de repente, estávamos conversando sobre a responsabilidade de sermos músicos, artistas e ministros de Deus. Falamos das diferentes expectativas que o servo de Deus desperta. Lembrei de amigos e familiares que levaram um bom tempo para descobrir que aquilo que se modificava em mim, enquanto eu ia me apaixonando por Deus, era definitivo. Pensei naqueles que ficaram para trás, atordoados com a "novidade" do Cristo em minha vida. Lembrei das muitas vezes que, já na caminhada, frustrei pessoas tão queridas e amadas. Os momentos que caí, pequei e não soube refletir o amor de Deus. Foi quando me deparei com estes versos do Gil. Realmente há tanto o que percorrer neste caminho de santidade e sou tão imperfeito...

Uma das maravilhas que me aconteceu foi assumir a minha imperfeição e descobrir nela um caminho para o Absoluto. Colocar meus pecados diante do Criador e lhe pedir perdão, profundamente arrependido, mergulhando assim na sua infinita misericórdia. Isso me motiva a buscar verdadeiramente a Deus todos os dias. Em meio às tentações, em meio à minha aspereza. Santo Antão disse que a "maior obra dos homens é esta: ser capaz de manter seus pecados diante de Deus e estar preparado para a tentação até o ultimo dos seus dias".

E só então encontrar o Deus verdadeiro... Experimentando a distância que há entre mim e o meu criador, entre o imanente e o transcendente. E, então, deixar Deus ser Deus: Perfeito Amor.

 

Augusto Cezar - DOM
tioguto@ig.com.br
Rio de Janeiro-RJ
  
  
 

Ver outros artigos de Augusto Cezar

Voltar para ARTIGOS

Listar TODOS os artigos em ordem alfabética

  
  
  Envie esta página para um ou mais amigos!
  
  
 
Voltar...
  
 
  
 Copyright © 2001 - 2011 por Portal da Música Católica. Todos os direitos reservados.